Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://palavrasesentidos.blogs.sapo.pt



Sexta-feira, 19.07.19

O Rei Leão 25 anos depois

Vinte e cinco anos depois, O rei leão da Disney regressa às salas de cinema com nova tecnologia e outras vozes
Há um novo leãozinho na savana. O seu destino é suceder ao pai, o Rei Mufasa, mas nem todos estão contentes com a chegada de novo herdeiro. O tio Scar tem os seus próprios planos. A batalha pela Pedra do Reino vai ser marcada pela traição e pela tragédia e Simba é obrigado a exilar-se. Com a ajuda de um grupo de amigos, o jovem Simba vai aprender a crescer e a encontrar uma forma de recuperar o que é seu por direito...
É caso para perguntar: O rei leão, clássico de animação da Disney, está de volta, numa qualquer reposição de verão? A resposta é negativa. O que a Disney fez foi recuperar a história de 1994 e refazê-la. A prática tem já alguns anos e ainda se encontra em exibição nas salas a nova versão de outro clássico da Disney, "Aladdin".
Mas se neste outro clássico Disney pode falar-se em atores de carne e osso a retomar a história animada, o método torna-se bem mais complexo quando se trata de animais selvagens. Por isso, O rei leão, versão 2019, recorre a uma tecnologia de captura de imagens de animais reais, depois devidamente animadas com recurso a ferramentas que ultrapassam a metodologia normalmente utilizada pelos filmes de animação, estando já a ser usadas na realidade virtual.
Sem nunca esquecermos o que foi há precisamente 25 anos uma das grandes obras-primas da animação, este seu complemento pode ser encarado com um sentimento de nostalgia, que transita sobretudo através da banda sonora de Hans Zimmer e das canções compostas por Tim Rice e Elton John. Não estão lá todas mas estão as mais conhecidas.
Na versão legendada, com as vozes originais, ou na versão dobrada em português, com a participação, entre outros, de Soraia Tavares (Nala), Manuel Moreira (Simba) e Mário Redondo (Scar).
Do elenco de 1994, só James Earl Jones regressa para dar voz ao Rei Mufasa. A Disney tentou ser o mais politicamente correta possível, trazendo para a nova versão atores afro-americanos, para estar mais perto do espírito da história.
Beyoncé substitui Moira Kelly no papel de Nala, enquanto JD McCray e Donald Glover dão voz a Simba, trabalho feito no original por Jonathan Taylor Thomas e Matthew Broderick. Jeremy Irons fora o vilão Scar, mas no novo filme foi substituído por Chiwetel Ejiofor.

simba.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 11:58


Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2019

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031