Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://palavrasesentidos.blogs.sapo.pt



Quarta-feira, 28.06.17

Carta de foral

A Carta de Foral, era um documento real utilizado em Portugal, que estabelecia  e regulava a administração, deveres e privilégios de um concelho. A palavra "foral" deriva da palavra portuguesa "foro", que por sua vez provém do latim "fórum". Os forais foram concedidos entre o século XII e o século XVI. Eram a base do município e, assim, o evento mais importante da história da vila ou da cidade. Assegurava as condições de fixação e prosperidade da comunidade, assim como o aumento da sua área cultivada, pela concessão de maiores liberdades e privilégios aos seus habitantes; controlava o poder feudal, transferindo-o para um concelho de vizinhos com autonomia municipal. A população ficava direta e exclusivamente sob o domínio e jurisdição da Coroa; garantia terras públicas para o uso coletivo da comunidade, regulava impostos, pedágios e multas e estabelecia direitos de proteção e deveres militares dentro do serviço real. Um pelourinho estava diretamente associado a um foral. Era erguido na praça principal da vila ou cidade e simbolizava o poder e autoridade municipais, uma vez que era junto ao pelourinho que se executavam sentenças judiciais de crimes públicos que implicassem castigos físicos.  No século XV, foi exigida pelos procuradores dos concelhos a  reforma dos forais, o que viria a acontecer no reinado de D.Manuel I de Portugal. Foram extintos por Mouzinho da Silveira em 1832. Com o objetivo de sistematizar a governação local ao nível administrativo, D.Manuel I de Portugal nomeou uma comissão que, durante duas décadas, procedeu à recolha de toda a documentação existente  reformulando-a, o que fez com que os chamados "Forais Novos" fossem quase idênticos, assegurando uma certa unificação. São também conhecidos como de leitura nova, uma vez que o monarca instituiu um novo tipo de letra,  o gótico librário, mais inteligível. No seu reinado foram reformulados 596 forais, reunidos nos Livros dos Forais Novos. A reforma prolongou-se entre 1495 e 1520, abrangendo cerca de 570 concelhos. Iconograficamente, o tipo principal caraterizava-se por apresentar, no frontispício, na parte superior, as armas reais ao centro (sempre com nove castelos), ladeado pelas esferas armilares e uma faixa horizontal com o nome do rei (MANVEL), tendo a particularidade de a letra "D" ser formada por uma serpente alada com cabeça de dragão.

Está a comemorar-se os 500 anos sobre a concessão do foral ao Porto.

 

outro.jpgforal novo.jpg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 19:32

Sábado, 24.06.17

Fogo de Artifício no S. João do Porto - 2017

 

Neste S. João de 2017 optei por festejar o Santo com um jantar tradicional, sardinhas, entrecosto e caldo verde e ver o fogo de artifício em casa, pela televisão.

Dentro do possível, por termos o coração enlutado, mais uma vez a minha cidade encheu-se de cor e alegria

Viva o Porto.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por palavrasesentidos às 08:38

Segunda-feira, 19.06.17

Tragédia de Pedrógão

 

Estamos de luto pela enorme tragédia que se abateu no nosso Paí­s.
Uma palavra especial a todos que são solidários e levam a ajuda necessária.

 

luto_8552240.gif

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 14:07

Quarta-feira, 14.06.17

O Maravilhoso Mundo Aquático em 3D

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 09:55

Segunda-feira, 12.06.17

Casamentos de Santo António

Gosto imenso de assistir a casamentos e quando são coletivos, como é o caso, mais emocionante se torna. Tanto jovem com o coração cheio de amor, esperança num futuro feliz e anseios de, junto da pessoa amada, construir uma vida sólida e consistente. Os casais que viram passados 50 anos da sua existência, lado a lado, com altos e baixos mas juntos, são de certeza um incentivo e uma esperança. Quantos desses desejos ficarão pelo caminho, quantos votos que se fazem aos pés do altar ficam ali mesmo sem que sejam transportados e vividos no dia a dia; levados a sério, estou certa de que haveria muita gente feliz. Parabéns aos noivos e ao AMOR. Feliz Santo António.

noivos.jpgs.a.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 17:02

Quinta-feira, 08.06.17

Paulo Gonzo/Fafá de Belém - Vais entender

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 15:13

Quinta-feira, 08.06.17

Paulo Gonzo - Sem ti

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por palavrasesentidos às 15:08

Quinta-feira, 08.06.17

Paulo Gonzo - Diz-me tu

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 15:06

Quinta-feira, 08.06.17

Uh, uh, uh há esperança

Há teorias de que descendemos do macaco, tendo evoluído ao longo do tempo, mas será que evoluímos em tudo? a mim parece-me que nada disso aconteceu. O homem continua a perseguir o lucro deixando para trás quaisquer sentimentos; pensa ainda que por ter bons carros e uma grande casa que atinge a felicidade, sem perceber que a evolução final será espiritual. A famosa primatóloga Jane Goodall estuda os primatas e as suas reações e chegou à conclusão de que são seres que sentem emoções e usam utensílios, observou um dia que um chimpanzé retirava folhas de um ramo e usava-o para apanhar térmitas. Conta que sendo uma das primeiras mulheres doutoradas sem ter  curso superior, apenas diz que os seus professores foram o cão que teve na infância e os primatas com quem viveu ao longo dos anos, como a compreendo... Hoje sabe-se que o ADN dos chimpanzés  diferem apenas 1% dos humanos, dá que pensar. Lisboa contou com a sua presença numa cimeira e uma mensagem de esperança para que se possa salvar o planeta Terra. Com uma saudação, Uh, Uh, Uh ao jeito de Jane, contou as histórias de como a convivência  com os primatas a inspirou a ter esperança. Na mesma cimeira, a National Geographic Summit, os presentes foram alertados contra o desperdício alimentar. Mil milhões de pessoas com fome podiam ser alimentadas com 1/4 desses desperdícios, o ativista britânico, Tristram Stuart, apelou à dinamização de projetos no sentido de inverter esta realidade, como o Refood. e ao consumo de "fruta feia". Desde que, aos 15 anos, começou a criar porcos com restos alimentares, tem-se batido pela causa. Para os céticos, serve uma refeição feita de restos, seguindo o exemplo dos bonobos, ou chimpanzés pigmeus, que os partilham para criar amigos.

jane.jpgimagesjane.jpg

 

livro.pngsem nomecolo.png

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 11:54

Segunda-feira, 05.06.17

Dia Mundial do Meio Ambiente

040.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 14:23

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930