Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://palavrasesentidos.blogs.sapo.pt



Sábado, 24.11.18

Microscópio eletrónico

No Dia Internacional do Cientista e da Cultura Científica, encontramos  no Instituto de Investigação e Inovação em Saúde um objeto  que faz parte da  própria investigação em Portugal, o microscópio eletrónico Siemens Elmiskop, de fabrico alemão, simboliza  a história da evolução científica até aos dias de hoje. Patrocinado pela Fundação Gulbenkian, o microscópio chegou em 1964 ao então Centro de Microscopia Electrónica, que deu origem ao Centro de Citologia Experimental, mais tarde convertido no Instituto de Biologia Molecular e Celular que, numa parceria com INEB e IPATIMUP já na segunda década deste século, é uma referência a nível internacional. O microscópio eletrónico Elmiskop1A trabalhou até 1992 e tirou mais de 200.000 fotografias publicadas em muitos trabalhos. 

transferir.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 22:10

Terça-feira, 20.11.18

Instantes (original)

 

 A manhã estava chuvosa mas a necessidade de ir para a rua impôs-se por afazeres inadiáveis.
Para fugir a um repentino aguaceiro  fui tomar um café e, como é meu hábito, fiquei a olhar à minha volta observando tudo e todos; cada gesto era captado por mim e, de repente, reparei numa mulher sentada numa mesa em frente à minha e cujo olhar vago  me surpreendeu e inquietou. O que estaria por detrás dessa expressão, um desgosto? um problema sem solução?
Enquanto bebia o meu café  arquitetei algumas hipóteses Quando saí,durante uns instantes custou-me a desligar desse rosto e olhar.
A solidão era talvez a única resposta, a mais dura e devastadora
A chuva continuava a cair.

lhar.jpg

 

 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 22:43

Segunda-feira, 19.11.18

Marisa Monte - Depois

Depois de sonhar tantos anos
De fazer tantos planos
De um futuro pra nós
Depois de tantos desenganos
Nós nos abandonamos como tantos casais
Quero que você seja feliz
Hei de ser feliz também
Depois de varar madrugada
Esperando por nada
De arrastar-me no chão
Em vão
Tu viraste-me as costas
Não me deu as respostas
Que eu preciso escutar
Quero que você seja melhor
Hei de ser melhor também
Nós dois
Já tivemos momentos
Mas passou nosso tempo
Não podemos negar
Foi bom
Nós fizemos história
Pra ficar na memória
E nos acompanhar
Quero que você viva sem mim
Eu vou conseguir também
Depois de aceitarmos os fatos
Vou trocar seus retratos pelos de um outro alguém
Meu bem
Vamos ter liberdade
Para amar à vontade
Sem trair mais ninguém
Quero que você seja feliz
Hei de ser feliz também
Depois

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 07:09

Domingo, 11.11.18

Deusa Eco

Um eco é um som repetido, reenviado por um corpo duro devido à reflexão das ondas sonoras e é também o nome  de uma  jovem ninfa grega cuja infeliz história vai variando consoante os relatores entre os quais Ovídio.

Percorrendo bosques e vales, Eco era conhecida por  gostar sempre de ter a última palavra em qualquer conversa em que tomasse parte. Bem-falante, adorava ouvir-se e foi punida por Hera a ter sempre a última palavra, mas não por si escolhida. Foi condenada a apenas poder falar repetindo o que outros dissessem. Eco e Narciso tiveram uma nfeliz relação. Certo dia num passeio pelo bosque, Eco ao avistar Narciso seguiu-o; por sua vez, Narciso, suspeitando de uma presença perguntou: “quem está aí?”. E ouviu: “Alguém aí?” Então, gritou novamente: “Por que foges de mim?”. E ouviu “foges de mim”. Até dizer “Juntemo-nos aqui” e ter como resposta “juntemo-nos aqui”. Toda essa repetição acabou deixando Narciso angustiado por desejar amar algo que não poderia ver. Dessa forma, Narciso entristeceu-se e foi à beira de um lago, onde, de modo surpreendente, deparou-se com sua imagem nos reflexos da água. Como nunca antes havia se olhado, pois sua mãe foi recomendada a não permitir que isso ocorresse, enamorou-se perdidamente, acreditando ser a pessoa com quem estava “dialogando”. Por isso, tentou buscar incessantemente o seu reflexo, imergindo nas águas nesse intento, mas acabou morrendo afogado. A ninfa Eco sentiu-se culpada e transformou-se em um rochedo, vivendo a emitir os últimos sons que ouve. Do fundo da lagoa, surgiu a flor que recebeu o nome de Narciso e tem as suas características.

 

eco.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 14:48

Domingo, 11.11.18

Igreja de São Martinho de Cedofeita

A Igreja de São Martinho de Cedofeita, considerada a mais antiga do Porto, e cuja primitiva construção, talvez do período suevo, estará ligada à  toponímica local. Segundo a lenda, o templo foi construído com tal rapidez que era referido como Cito Facta, que significa Feito Cedo, expressão que derivou em Cedofeita. Ainda que as fontes documentais sejam insuficientes para o provar, será também deste período a invocação a S. Martinho, a quem o rei suevo Teodomiro terá dedicado a igreja, após a cura do seu filho em presença das relíquias do santo. A construção hoje existente foi alvo de sucessivas transformações ao longo dos séculos, mas a sua fase plenamente românica data da viragem para o século XIII. Assume grande importância no contexto da História da arte, ao ser um dos primeiros monumentos românicos do Norte a repetir o formulário escultórico e iconográfico coimbrão. Desde 1910, a Igreja é Monumento Nacional. Na semana em que se revivem as tradições de S. Martinho parece pertinente focar este tema.

 

300px-Cedofeita-Igreja_Romanica_de_Cedofeita_(2).jsul.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 12:25

Domingo, 11.11.18

.S. Martinho (original)

Apesar do tempo chuvoso que se faz sentir, desejo a todos os amigos um dia de S. Martinho bem quentinho.

 

castanas.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 10:49


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930