Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://palavrasesentidos.blogs.sapo.pt



Quarta-feira, 24.08.16

Concursos TV, Programas de Entretenimento versus Realities Shows (original)

 

 

RISOjpg.jpg

Guardo gratas recordações e muita saudade dos concursos televisivos de antigamente, onde se aprendia, nos divertíamos e havia um sentido estético enorme, em suma a RTP prestava um serviço público notável.

Recordo alguns de muitos a que assisti, sem qualquer ordem cronológica.

E o Resto São Cantigas onde eram recordados músicos e compositores que fizeram a época áurea da música ligeira portuguesa e se ouviam cantigas que atravessam o tempo e o espaço.

Raul Solnado desempenhava o personagem Zé Canal. A actriz Vera Mónica desempenhava vários papéis.

Palavra Puxa Palavra um  jogo de palavras no qual as mentes mais rápidas, com as pistas certas, podiam ganhar fabulosos prémios. Opunha duas equipas, um concorrente e um convidado que competiam entre si em vários rounds, cada um com o objetivo de decifrar um enigma diferente; havia 5 palavras-chave que ajudavam na descoberta do mesmo. Alternadamente, os elementos de cada equipa assumiam o papel de emissor e recetor das pistas. António Sala apresentava.

Raios e Coriscos debate de temas da actualidade, conduzido por Manuela Moura Guedes. O programa constava de duas partes. Na primeira, a apresentadora falava com o convidado especial dessa edição. Seguia-se depois um debate sobre um tema polémico da época, por exemplo, as seitas. O tema era apresentado por Catarina Portas. No debate intervinha também o convidado.

Parabéns um programa apresentado por Herman José, de 1992 a 1996.

Fora criado para homenagear os aniversariantes da semana, mas logo se tornou um grande concurso, não só para quem fazia anos, mas para todas as idades. Era lider de audiência, convidando  artistas internacionais como Cher, Kylie Minogue, Joan Collins, Omar Shariff ou Roxette, entre outros. Havia também a Entrevista Histórica, onde Herman personificava uma figura histórica de Portugal e o Herman Zap, onde um facto  marcante da semana lhe dava o mote. Foi por causa de um Herman Zap que o programa saiu do ar.

O Passeio dos Alegres Estreou em 1981, com apresentação de Júlio Isidro  todos os domingos à tarde. O programa surgiu a convite de Maria Elisa Domingues quando Júlio Isidro apresentava na rádio o programa Febre de Sábado de Manhã.

Juntava e deliciava toda a família, com muita música, entrevistas, várias rubricas e passatempos. Um dos mais divertidos foi o Quantos cabem num Mini?

O papagaio Baixinho era uma presença constante neste programa que marcou a década de 80 em Portugal, seguindo-se mais tarde o simpático chimpanzé Choné.

Júlio Isidro convida Herman José para o seu programa de domingo à tarde onde brilha com personagens como Tony Silva, Cipriana Pureza ou Nelito. Outros atores em destaque são Ana Bola (Anucha Mil Homes), Lídia Franco, Júlio César, Orlando Costa, e Margarida Carpinteiro (Dores Paciência), entre outros.

A Visita da Cornélia concurso da de 1977. Era apresentado por Raul Solnado e a companhia da vaca Cornélia, muito simpática e sofisticada.

Quando foi nomeado, em 1977, um novo director de programas da RTP já existia a ideia de um concurso da autoria de Raul Solnado e de Fialho Gouveia. Numa reunião de trabalho, depois do jantar até às seis da manhã do dia seguinte, resolveram tudo: realização, produção, cenografia, direção musical, júri, etc.

O êxito foi tão grande que houve ainda duas sessões extra-concurso no Porto.

Dos 30 candidatos, tirados à sorte através dos boletins enviados, retinham apenas três pares.

Cada par tinha de cumprir 10 provas. As provas dividiam-se por três grupos disciplinares, que valorizavam a aprendizagem, a destreza e a criatividade. As provas criativas como canto, dança, teatro ou quadras eram pontuadas por um júri fixo, entre eles Luís de Stau Momteiro. Nas outras provas era necessário responder a perguntas sobre um livro, descobrir diferenças entre dois desenhos, cultura geral, código da estrada, constituição portuguesa ou direitos do Homem.

Os concorrente mais pontuados iam para um pódio até serem ultrapassados pelos novos concorrentes. Na 12ª sessão, o publicitário e  músico Gonçalo Lucena, foi ultrapassado por José Fanha, que permaneceu13 semanas no pódio e pelo músico Hugo Maia de Loureiro.

Na 23ª sessão apareceu Vasco Raimundo que ultrapassou José Fanha e Rui Guedes. Acabou por ocupar o pódio até à finalíssima de 28 de Novembro de 1977.

São muitos os momentos marcantes do programa, desde a imitação de um macaco por Loureiro, o manifesto anti-lira de Pitum, a declamação de Eu Sou Português Aqui por Fanha ou a dança de Tozé Martinho e de Tareka.

O sucesso do programa levou à edição de uma revista semanal, a Vacavisão que saiu pela primeira em 1977.

Zip-Zip programa  de 1969 apresentado por Raul Solnado, Fialho Gouveia e Carlos Cruz e que constituiu um importante marco na maneira de fazer televisão; emitido em plena primavera marcelista, foi realizado por Luís Andrade e apresentado por Carlos Cruz, Fialho Gouveia e Raul Solnado.

O primeiro programa teve mestre Almada Negreiros como convidado principal, e obteve êxito imediato. Foi o primeiro programa português do tipo talk show gravado aos sábados, no Teatro Villaret, com público e transmitido na segunda-feira seguinte à noite.

Entre o público que assistia à gravação estava presente um agente da PIDE. A emissão dos conteúdos tinha que ser negociada com a polícia do regime entre sábado (dia da gravação) e segunda-feira (dia da apresentação).

José Nuno Martins também colaborou com o programa, trazendo jovens talentos ao palco.

A última emissão foi transmitida no dia 29 de Dezembro de 1969, com os três apresentadores disfarçados de velhos anciãos.

Infelizmente A RTP tem poucas imagens do programa pois não era habitual guardarem-se as imagens. Faz pouco tempo vi algumas no canal memória.

Em 1970 iniciou-se o programa Tempo Zip produzido pelas Organizações Zip-Zip e emitido através da Rádio Renascença. A história de televisão em Portugal, uma coleção de cromos e um single com versões de temas dos Gemini e José Cid.

Quem Quer Ser Milionário? é um concurso de televisão português de perguntas de cultura geral e de conhecimento, cujo objetivo é acertar sucessivamente a 15 perguntas de escolha-múltipla para alcançar o prémio máximo de 100.000 €, sendo que cada pergunta corresponde a uma determinada quantia.

O programa foi transmitido pela RTP e apresentado sucessivamente por Carlos Cruz, Maria Elisa, Diogo Infante, Jorge Gabriel e Manuela Moura Guedes.

O programa é baseado no formato original britânico do concurso Who Wants to Be a Millionaire?, criado pela Celador Productions.

Em 2010 chegou a Portugal o Quem Quer Ser Milionário? - Alta Pressão, uma nova versão modificada do concurso; baseada na versão australiana denominada Millionaire Hot Seat, literalmente Milionário Cadeira Quente.

E hoje, o que nos oferecem? doses maciças de Realitys shows onde o mau gosto impera e se apregoa e destaca o que há de negativo no comportamento humano. Triste sinal dos tempos onde tudo é permitido.

Parafraseando um personagem de telenovela, que mais nos irá acontecer!...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 13:20


1 comentário

De Anónimo a 22.08.2019 às 21:47

Houve também um concurso no 2º canal que esteve quase um ano e que se chamou "8 ou 80".
Estive nesse concurso durante 7 semanas seguidas.
Ainda um outro concurso "Notas e Notas" com o Artur Agostinhoa apresentar. Foi um concurso com 12 sessões e aqui os concorrentes passavam de uma semana para a outra.Era um concurso em que cada equipa tinha 4 elementos e a minha equipa entrou na 4ª semana e fomos até ao fim.

Bons tempos.
Mário Bruges Ramos

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031