Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://palavrasesentidos.blogs.sapo.pt



Terça-feira, 08.09.20

Conjugar Lisboa - Mísia

Nesta Lisboa princesa
Filha estrela da mãe d'água
Alfamo a minha tristeza
Chafarizo a minha mágoa
 
Bato sonhos em castelo
No desterro do cansaço
Com pontinhas de cabelo
No terreiro aonde passo
 
Restelos do que vivi
Bem ficam noutras mercês
Quando rossio por ti
Portelo cais de sodrés
 
Mas quando tu me xabregas
Não me deixo saldanhar
Só te tejo se navegas
Nas ondas do lumiar
 
E porque politeamo
Picoas cada vez mais
À janela me moiramo
A ver se és tu que olivais
 
Eu areeiro, tu chelas
Se ela parque, amoreiras
Se intendente dou por ela
Que marvila, tu telheiras
 
Ando a conjugar lisboa
A ver se o salitre passa
Pois nada nos madragoa
Se é feito com ar de graça
 
Ao assistir ao programa Tributo, no Canal Memória,  homenageando a grande Rosa Lobato de Faria, retirei este lindo fado da Mísia com letra inspiradíssima da ilustre poetisa, romancista, atriz, a inesquecível Rosinha como era mais conhecida no meio artístico

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 11:46


Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2020

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930