Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://palavrasesentidos.blogs.sapo.pt



Quarta-feira, 13.12.17

O Tempo - Marco Rodrigues

O tempo não espera pela gente mas eu espero por ti
O tempo quer ser indiferente, só eu te quero aqui
Por mais que eu te diga, mesmo que eu consiga
O tempo não espera por mim
O tempo não espera pela gente se não fugirmos daqui
Sei que não vai ser diferente, só por dizer que sim
Querer-te despida, na pele de rendida
No meu tempo, não era assim
Mas por mais que a vida, não cure as feridas
O tempo irá curar por si
Não sou de ferro
Nem tenho armas
Apenas a música para ti
Porque eu também choro
Quando me desarmas
E agora canto o que perdi
Porque houve um tempo em que eu te tinha só para mim
Querer-te despida, na pele de rendida
No meu tempo, não era assim
Mas por mais que a vida, não cure as feridas
O tempo irá curar por si
Não sou de ferro
Nem tenho armas
Apenas a música para ti
Porque eu também choro
Quando me desarmas
E agora canto o que perdi
Porque houve um tempo em que eu te tinha só para mim
Só para mim
Não sou de ferro
Nem tenho armas
Apenas a música para ti
Só espero que o tempo te traga até mim

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 21:55


Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31