Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

http://palavrasesentidos.blogs.sapo.pt



Quarta-feira, 13.12.17

O Tempo - Marco Rodrigues

O tempo não espera pela gente mas eu espero por ti
O tempo quer ser indiferente, só eu te quero aqui
Por mais que eu te diga, mesmo que eu consiga
O tempo não espera por mim
O tempo não espera pela gente se não fugirmos daqui
Sei que não vai ser diferente, só por dizer que sim
Querer-te despida, na pele de rendida
No meu tempo, não era assim
Mas por mais que a vida, não cure as feridas
O tempo irá curar por si
Não sou de ferro
Nem tenho armas
Apenas a música para ti
Porque eu também choro
Quando me desarmas
E agora canto o que perdi
Porque houve um tempo em que eu te tinha só para mim
Querer-te despida, na pele de rendida
No meu tempo, não era assim
Mas por mais que a vida, não cure as feridas
O tempo irá curar por si
Não sou de ferro
Nem tenho armas
Apenas a música para ti
Porque eu também choro
Quando me desarmas
E agora canto o que perdi
Porque houve um tempo em que eu te tinha só para mim
Só para mim
Não sou de ferro
Nem tenho armas
Apenas a música para ti
Só espero que o tempo te traga até mim

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 21:55


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31