Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://palavrasesentidos.blogs.sapo.pt


Quinta-feira, 13.02.20

Os maridos das outras - Miguel Araújo

     

Toda a gente sabe que os homens são brutos
Que deixam camas por fazer
E coisas por dizer
São muito pouco astutos, muito pouco astutos
Toda a gente sabe que os homens são brutos

Toda a gente sabe que os homens são feios
Deixam conversas por acabar
E roupa por apanhar
E vêm com rodeios, vêm com rodeios
Toda a gente sabe que os homens são feios

Mas os maridos das outras não
Porque os maridos das outras são
O arquétipo da perfeição
O pináculo da criação
Dóceis criaturas, de outra espécie qualquer
Que servem para fazer felizes
As amigas da mulher

E tudo que os homens não
Tudo que os homens não
Tudo que os homens não
Os maridos das outras são
Os maridos das outras são

Toda a gente sabe que os homens são lixo
Gostam de músicas que ninguém gosta
Nunca deixam a mesa posta
Abaixo de bicho, abaixo de bicho
Toda a gente sabe que os homens são lixo

Toda a gente sabe que os homens são animais
Que cheiram muito a vinho
E nunca sabem o caminho
Na, na, na, na, na, na, na, na, na
Toda a gente sabe que os homens são animais

Mas os maridos das outras não
Porque os maridos das outras são
O arquétipo da perfeição
O pináculo da criação
Amáveis criaturas, de outra espécie qualquer
Que servem para fazer felizes
As amigas da mulher

E tudo os que os homens não
Tudo que os homens não
Tudo que os homens não
Os maridos das outras são
Os maridos das outras são
Os maridos das outras são
Os maridos das outras são

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 14:45

Quinta-feira, 06.02.20

De mim para mim - Jorge Fernando

    

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 07:24

Quinta-feira, 06.02.20

Fernão Capelo Gaivota - Be (Neil Diamond)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 07:17

Terça-feira, 04.02.20

Amor quase perfeito - César Matoso

 Embalei um amor na vida
 na frieza dos meus braços
 entre espasmos e quimeras;
 minha amada então perdi
 foi o prazer do meu cansaço
 foi a minha primavera.
 Seu olhar rompeu a dor
 deu mais vida à minha vida
 deu-me alento ao coração;
 até o céu choveu a cor
 encontrei a luz perdida
 e enganei a solidão.
 Mas naquela madrugada,
 minha cama, meu pensamento
 estavam longe do seu corpo;
 estava fria minha amada
 estava perto o meu tormento
 e o meu coração sem porto.
 Fui-me embora ligeirinho
 sem pensar em mais nada enquanto me despedia
 segui o meu caminho
 com a porta já fechada mas a dúvida persistia.
 Eram rosas, eram cravos
 ou apenas ilusão
 esse amor onde me deito?!
 é saudade qu’inda arrasto
 no bater do coração
 de um amor quase perfeito!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 18:22

Sexta-feira, 24.01.20

Miguel Araújo - Talvez se eu dançasse

Eu tenho uma noção de mim
Perfeita noção de mim
Tenho-me sempre à espreita
Sob escuta atenta, é uma luta, eu sei
Tenho bem noção de mim

Que tenho essa noção de mim
Estreita noção de mim
Debaixo de olho alerta, atento
Bem ciente do espelho, eu sei
Tenho essa noção de mim
Talvez se alguém me jurasse
Que talvez ninguém soubesse
Talvez até te convencesse, até te convencesse
Talvez se eu dançasse
Como se ninguém me visse
Como se ninguém medisse os meus passos
Talvez se eu cantasse
Como se ninguém me ouvisse
Como se ninguém contasse os compassos
Eu tenho uma visão de mim
Sempre em supervisão de mim
Autoconsciência armou o alarme
E dar-me, eu já nem sei
Eu tenho essa visão de mim
Eu tenho uma visão de mim
Uma mais alta versão de mim
Em que sou leve e o que me leva
A vida inteira, inteiro até
Uma mais alta versão de mim
Talvez se alguém me jurasse
Que talvez ninguém soubesse
Talvez até te convencesse, até te convencesse
Talvez se eu dançasse
Como se ninguém me visse
Como se ninguém medisse os meus passos
Talvez se eu cantasse
Como se ninguém me ouvisse
Como se ninguém contasse os compassos
Talvez se eu dançasse
Como se ninguém me visse
Como se ninguém medisse os meus passos
Talvez se eu cantasse
Como se ninguém me ouvisse
Como se ninguém contasse os compassos

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 10:42

Quarta-feira, 15.01.20

Alanis Morisette - Thank you

How 'bout getting off of these antibiotics?
How 'bout stopping eating when I'm full up?
How 'bout them transparent dangling carrots?
How 'bout that ever elusive kudo?
Thank you India
Thank you terror
Thank you disillusionment
Thank you frailty
Thank you consequence
Thank you thank you silence
How 'bout me not blaming you for everything?
How 'bout me enjoying the moment for once?
How 'bout how good it feels to finally forgive you?
How 'bout grieving it all one at a time?
Thank you India
Thank you terror
Thank you disillusionment
Thank you frailty
Thank you consequence
Thank you thank you silence
The moment I let go of it was the moment
I got more than I could handle
The moment I jumped off of it
Was the moment I touched down
How 'bout no longer…

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 08:21

Domingo, 12.01.20

Salieri's March to Mozart - Brindis

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 14:41

Quinta-feira, 02.01.20

A minha Mãe - António Variações

A minha mãe
É a mãe mais bonita
Desculpem, mas é a maior
Não admira, foi por mim escolhida
E o meu gosto, é o melhor
E esta é a canção mais feliz
Feliz eu, que a posso cantar
É o meu maior grito de vida
Foi o seu grito, o meu despertar
Canção de mãe é sorrir
Canção de berço de embalar
Melodia de dormir
Mãe ternura a aconchegar
Canção de mãe é sorrir
Gosto de ver e ouvir
Voz imagem de sonhar
Imagem viva lembrança
Que faz de mim a criança
Que gosta de recordar

A minha mãe
É a mãe mais amiga
Certeza, com que posso contar
E nem por isso, sou a imagem que queria
Mas sempre me soube aceitar
Razão de mãe é dizer
Mãe cuidado a aconselhar
Os cuidados que hei de ter
As defesas a cuidar
Saudade mãe é escrever
Carta que vou receber
Notícia de me alegrar
Cartas visitas encontros
Essa troca que nós somos
Este prazer de trocar
Canção de mãe é sorrir
Gosto de ver e ouvir
A ternura de cantar

 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 14:37

Quarta-feira, 11.12.19

A miragem (Novela o Clone) - Marcus Viana

Está a passar, de novo na TV Globo, a novela O Clone cuja música de abertura é esta, sendo o tema dos protagonistas Jade e Lucas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 07:46

Terça-feira, 26.11.19

A família de Leidi Gaga - Herman José

Já não via a Leidi gaga
Desde os meus tempos de infância
Nada nem ninguém apaga
A sua grande importância
Um dia a meio dum passeio
Lembro-me que uma vez
A jogar ao sete e meio
Ambos perdemos os três

Apesar de muito nova
Ajudava o pessoal
A brilhar em toda a prova
Tanto escrita como oral
Casou com um Lord inglês
corajoso militar
“Só fi-fi-lhos temos três”
Disse-me ela a gaguejar:

REFRÃO:
O meu marido é cor é cor é cor
Coronel de infantaria
A filha mais velha é pu é pu é pu
Poderosa empresária
O filho do meio é pa é pa é pa
Pasteleiro em Santa Iria
A filha mais nova é fu é fu é fu
Formada em veterinária

Hoje mantém-se bonita
E mesmo apesar dos tiques
Leva muito na marmita
O lanche para os piqueniques
É sempre vista montada
Num carro fenomenal
Possui alta cilindrada
E um airbag descomunal

Habita uma quinta perto
Numa paisagem de gritos
Sempre de portão aberto
Para acudir aos mais aflitos
Apesar dos seus tormentos
P’la gaguez descontrolada
Apregoa aos quatro ventos
Sempre muito emocionada:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 16:04


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2020

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829




Posts mais comentados