Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://palavrasesentidos.blogs.sapo.pt


Segunda-feira, 23.04.18

Casa do Lavrador

A aldeia de Quintandona, Penafiel, uma preciosidade em contexto rural com casas de granito e xisto, o seu pelourinho e capela centenária, os “canastros”, nome outrora dado aos espigueiros, cuidadosamente recuperados. Perto, em santa cruz do douro, situa-se a Casa do Lavrador, museu etnográfico que retrata a vivência de uma família de lavradores no início do século passado, foi inaugurada a 26 de Junho de 1999. 
Neste local encontram-se as verdadeiras maneiras de agir e de fazer, indo ao encontro do que era o dia-a-dia de uma família de lavradores, há 100 anos atrás. Aqui é retratada fielmente a casa do camponês do séc. XIX e inícios do séc. XX, tanto exterior como interiormente. Este não é mais do que um autêntico espaço que não deixa passar em falso qualquer que seja a festa ou dia importante do ano, tal como a tradição mandava. Mais uma vez se prova que Portugal é rico em sabores e saberes. Mais uma dica para conhecer melhor o nosso país. 

images.jpg

1.pngunnamed.png

 

2.pngmosaico_casa_do_lavrador.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 13:59

Sexta-feira, 20.04.18

Poeta desconhecida

Natural da cidade do Porto, freguesia de Santo Ildefonso (1909-1983), de seu nome leonor da conceição pinto de almeida é  pouco conhecida nos meios literários da cidade. Nascida a 25 de abril, não aparece nas antologias líricas do século XX e pouco se sabe da sua vida e obra, até cláudia clemente ter decidido investigar a fundo a sua biografia e produção escrita. Admitida como sócia na associação de jornalistas e homens de letras do Porto a 27 de março de 1950, leonor declara como profissão publicista e redatora em jornais e revistas. Dá uma data de nascimento diferente; trabalha na realidade como enfermeira visitadora de higiene; duas vezes divorciada, no final dos anos 1950 já se afirmava escritora e não escapou à perseguição da PIDE por se identificar com o regime, como o seu segundo marido. Quando se torna uma das primeiras sócias da associação portuguesa de escritores, declara-se nascida em 1919, dez anos mais nova e de profissão fisioterapeuta. Mistérios e controvérsias para deslindar numa viagem pela personalidade e pela lírica de leonor de almeida na associação de jornalistas e homens de letras do Porto.

foto.pngobjecto_6.jpg__275x275_q95_crop_upscale.jpg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 15:44

Terça-feira, 17.04.18

O Soldado "Milhões"

Está em exibição nos cinemas, um filme português que nos relata a história de um herói de seu nome aníbal augusto milhais, um soldado raso que combateu na I Guerra Mundial e ganhou fama quando se bateu sozinho contra os alemães para ajudar à retirada das forças aliadas. Em abril de 1918, durante a Batalha de La Lys (Flandres), cujo centenário se comemora, que  os seus atos de bravura lhe valeram a mais alta condecoração militar nacional, a Ordem de Torre e Espada. Na sua terra natal, no concelho de Murça, distrito de Vila Real, todos conhecem a história do jovem analfabeto e pobre,  com pouco mais de metro e meio de altura, que desobedeceu às ordens de retirada e ficou para trás, sozinho, abrigado numa trincheira, a disparar contra o inimigo, com a sua arma, a Luisa, como ficou conhecida.  Durante a batalha, o soldado corria entre os vários abrigos, disparando de diferentes posições e criando a ilusão, nas tropas alemãs, de que a posição estava a ser guardada por vários militares
À quarta ofensiva, os soldados alemães decidiram contornar aquele ponto e deixaram o português para trás das linhas inimigas, onde sobreviveu durante uns dias, com umas amêndoas doces no bolso, até encontrar um oficial escocês que o ajudou a encontrar o batalhão português. Com coragem, enfrentou sozinho as colunas alemãs que se atravessaram no seu caminho, o que permitiu a retirada de vários soldados portugueses e ingleses para as posições defensivas da retaguarda. Quatro dias depois do início da batalha, encontrou um médico escocês, salvando-o de morrer afogado num pântano. Foi este médico, para sempre agradecido, que deu conta ao exército da sua pessoa e dos seus feitos. Regressado a um acampamento português, o comandante Ferreira do Amaral saudou-o, dizendo o que ficaria para a história de Portugal, "Tu és Milhais, mas vales Milhões!

soldado.pngsem nome.png

 

12_de_Fev._1917_Joshua_Benoliel.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 13:16

Quinta-feira, 12.04.18

Nkisi nkondi

Nkisi nkondi (figura de poder) é o nome desta estatueta mágico-religiosa do final do século XIX, proveniente da bacia do Congo e propriedade da Universidade do Porto, que vai ser tratada  numa sessão da Fundação Portugal África, moderada pela sua presidente e à qual se juntam como oradoras, uma arqueóloga e uma especialista em ciências ocultas. Habitualmente referida como boneco vudu, resulta da criação conjunta entre o artesão que materializa uma figura humana partindo de um tronco de madeira e o nganga (curandeiro) que aciona o poder mágico da figura através de um ritual. No seu interior, as matérias mágicas, oriundas de vegetais, animais ou de outro tipo providenciam proteção, cura ou justiça para a aldeia, crê-se. 

 

sem nome.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 05:39

Terça-feira, 03.04.18

Johannes Gutenberg

Está patente na Biblioteca Nacional em Lisboa, uma exposição sobre a grande figura que foi Gutenberg  a quem devemos, que hoje em dia, a escrita possa ser usada. 
Criou a escrita móvel, com tipos, daí o nome tipografia.
Gutenberg desenvolveu um sistema mecânico de tipos móveis, que deu início à revolução da imprensa, e considerado o invento mais importante do segundo milénio. Teve um papel fundamental no desenvolvimento da Renascença, Reforma e na revolução científica  lançando as bases materiais para a moderna economia baseada no conhecimento e na disseminação em massa da aprendizagem.
O método de Gutenberg para fazer tipos inclui uma liga de tipo de metal e um molde manual para a confeção do tipo.
O uso de tipos móveis foi um marcante aperfeiçoamento nos manuscritos, que era o método então existente de produção de livros na Europa, e na impressão em blocos de madeira, revolucionando o modo de fazer livros, tarefa dos monges copistas. A tecnologia de impressão de Gutenberg espalhou-se  pelo mundo.
Sua obra maior, a Bíblia de Gutenberg, também conhecida como a Bíblia de 42 linhas, foi aclamada pela sua alta estética e qualidade técnica.

images.jpg300px-Gutemberg.jpg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 10:56

Quinta-feira, 29.03.18

Páscoa

Páscoa, significa passagem, do que é negativo em nossa vida para a LUZ, AMOR, PAZ.
Feliz e doce Páscoa para todos.
 

feliz_pascoa_41.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 07:16

Quinta-feira, 22.03.18

Capela Nossa Senhora das Verdades

Esta capela alberga a imagem da Virgem que encimava a Porta das Verdades, uma das portas da Muralha Primitiva, derrubada no século XIX. Está hoje degradada e sempre fechada.
É um  templo retangular, sóbrio, que vale pela antiguidade e história a que está ligado.
Pouco depois da demolição da Porta das Verdades, o cónego Domingos Gonçalves Prada, que residia na Rua de D. Hugo (e que então se chamava Rua de Trás da Sé), construiu à sua custa uma capela, no século XIV, para a imagem da Virgem. Durante o Cerco do Porto (1832-34), a capela foi danificada pela artilharia. Acabada a guerra, voltou a ser restaurada, por D. Ângela do Lago Moscoso. A ruína toma de novo conta da capela, até que a Câmara a comprou em 1950, e a mandou restaurar.
O altar foi feito com o aproveitamento de talhas do século XVII possuindo ainda algumas pinturas. No nicho principal abriga-se a imagem de Nossa Senhora das Verdades, anterior ao século XIV.
Finalmente reaberta ao público, após uma intervenção de recuperação, conservação e restauro, a capela sita na estreita e Rua de Dom Hugo é, desde 2018, um ponto de passagem e abrigo para peregrinos e caminhantes do caminho português da costa para Santiago. Aqui instalou a Câmara, sua proprietária, um centro de acolhimento ao peregrino, aproveitando a privilegiada localização desta capela dessacralizada, erigida no século XVII. 

 

outra.png

 

CAPELA%20DE%20NOSSA%20SENHORA%20DO%20Ó%20E%20NOSS

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 10:56

Sexta-feira, 16.03.18

Piscina olímpica de Campanhã

 

O Complexo de Piscinas de Campanhã, requalificado recentemente, acolhe a única piscina olímpica do Porto, e uma das poucas cobertas no país. As suas condições apontadas como de excelência por atletas e treinadores,  assume-se como uma mais valia para a natação nacional. Forma novos atletas (Dragon Force/Natação) e possibilita melhores resultados para nadadores de alto rendimento em natação pura e  adaptada. Cedida pela Câmara Municipal ao Futebol Clube do Porto, a piscina acolhe a equipa de natação do Clube, sendo também palco de várias competições nacionais e internacionais. Em dia de provas, II Encontro de Natação Adaptada do FC Porto, uma atleta, Ana Barbosa, e uma docente, especialista em natação terapêutica, Fátima Sarmento, ajudam a descobrir algumas particularidades desta piscina e da prática da modalidade. Rita Fernandes, responsável pelo Complexo de Piscinas, é a anfitriã da sessão, incluindo entrega de medalhas. Mais um olhar sobre o que se passa na nossa cidade.

  

images.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 10:56

Sexta-feira, 09.03.18

O Piano de Suggia

Guilhermina Augusta Xavier de Medim Suggia, violoncelista portuguesa de renome internacional, nasceu no Porto a 27 de junho de 1885, e faleceu  a 30 de julho de 1950 na mesma cidade.
A sua formação foi feita na Escola Superior de Música e Arte Dramática Félix Mendelssohn.
Foi a primeira mulher a tocar violoncelo ao mais alto nível e a fazer carreira. Não foi fácil na altura, pois o violoncelo era considerado um instrumento masculino; teve, por isso, de lutar contra esses preconceitos. Foi a sua personalidade e a sua música que acabaram por convencer o público
Os instrumentos que Suggia tocou ficaram para sempre conhecidos, legou os sete violoncelos a alunos e institutos, tendo os dois mais célebres, o Montagnana e o Stradivarius Suggia, sido vendidos para fundar os prémios com o seu nome, atribuídos anualmente a jovens violoncelistas, e garantir a sua formação.
A carreira internacional de Guilhermina Suggia também passou por Paris, onde foi o grande amor da vida de Pablo Casals, e numa biografia ele fala da importância de Suggia na sua vida. A residência onde o casal de músicos viveu, é conhecida como Villa Molitor
O piano que  pertenceu a Guilhermina Suggia e foi comprado numa casa comercial do Porto, é  um Franz Arnold de ¼ de cauda e serviu de instrumento de estudo e acompanhamento à violoncelista. Legou-o em 1950 a Ernestina da Silva Monteiro, que em 1972 o deixou a Maria Fernanda Wandschneider. O violoncelo  em duo com piano,  permite um diálogo peculiar. como os momentos de estreia das duas irmãs, Guilhermina e Virgínia, na Assembleia de Matosinhos e no Palácio de Cristal (1892) ou a última atuação da violoncelista em Aveiro (1950), acompanhada por Berta Alves de Sousa. 

#DR_Piano_suggia.jpg

 

G.S.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 10:58

Terça-feira, 13.02.18

Peter

Esta história emocionou-me e, mais uma vez, mostra a abnegação e coragem destes seres maravilhosos que nos ensinam SEMPRE o que é o amor.

A história de Peter, um cão idoso que vivia com uma família de acolhimento norte-americana, está a comover a Internet, pela forma como salvou outros cães e o seu humano, durante um encontro inesperado com um urso negro, no Estado de Nova Iorque.

Num post emocionado no Instagram, é feito o relato do momento em que Peter se mostrou mais forte e conseguiu enfrentar um urso, permitindo que os outros cães que estavam no grupo e o humano que os passeava fugissem em segurança.

"Hoje, perdemos o nosso bravo e velho Peter. Os cães surpreenderam um urso negro junto ao caminho, onde estavamos a passear esta manhã. Não nos deve ter ouvido ou cheirado devido à chuva. Sentiu-se ameaçado e virou-se. O Peter aproximou-se e manteve-o parado enquanto eu fugia com os outros cães para um local seguro. Quando tive a certeza de que estava seguro, voltei e afastei o urso, mas o Peter estava ferido com gravidade", pode ler-se no post publicado segunda-feira pelo serviço de tratamento de animais "Me & My Shadow", que era também a família do cão.

imagePete.jpg

 

image2.jpg

 

image3.jpg

 

image4.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por palavrasesentidos às 11:12


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2018

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930